top of page

NOTICIAS E ARTIGOS  BIOMASSA E PELLETS ENERGIA RENOVÁVEL

BRASIL BIOMASSA

ATLAS BRASILEIRO BIOMASSA FLORESTAL MADEIRA AGRICULTURA E AGROINDUSTRIAL E SUCROENERGÉTICO

Estamos em fase final para a edição do  Atlas Brasileiro de Biomassa Florestal Madeira Agricultura Agroindustrial e Sucroenergético desenvolvido pela Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável, Instituto Brasileiro Biomassa Pellets e Briquetes e a Brasil Biomassa Consultoria Engenharia Tecnologia  visando reunir esforços entre diversos setores de produção e de geração de resíduos no Brasil no sentido de implementar uma estratégia integrada para o desenvolvimento de projetos energéticos e sustentáveis com o aproveitamento dos tipos de biomassa.


O estudo envolve um levantamento de dados acerca da situação atual de geração de resíduos no segmento florestal, madeira, agricultura, agroindustrial e sucroenergético, visando auxiliar na formulação de políticas energéticas para descarbonização industrial dentro das diretrizes da COP 26 e do Acordo de Paris.


Os resultados apresentados poderão servir de base para uma melhor avaliação dos impactos ambientais do setor e para a análise de possibilidades econômicas de utilização dos resíduos para geração de energia por meio de reaproveitamento da biomassa, subsidiando a elaboração de planos de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos gerados.   


Nos aspectos metodológicos os estudos desenvolvidos podem ser estruturados em grandes grupos, a saber: 
Avaliação do potencial de biomassa, que compreende a formulação de cenários sobre o setor florestal, madeira, agricultura, agroindustrial e sucroenergético valorando os resíduos gerados (exploração sustentável) em cada setor e a denominação do potencial de geração de resíduos no Brasil. Veja alguns resultuados em nosso site https://www.abibbrasil.com.br 


Avaliação do potencial energético dos resíduos de origem florestal e da madeira do extrativismo florestal e da silvicultura, das culturas da agricultura e do beneficiamento agroindustrial (algodão, amendoim, arroz, cacau, café, cevada, coco verde, feijão, fruticultura, mandioca, milho, soja, sorgo e trigo) e sucroenergético (cana-de-açúcar) denominando por geração total de biomassa no Brasil e por estados e pelos setores industriais tendo uma tendência final do volume total de biomassa disponível no Brasil.  


Avaliação da disponibilidade de biomassa do setor florestal, madeira, agricultura, agroindustrial e sucroenergéticocom o acesso comercial no Brasil tipificando a sua disponibilidade e um preço por fonte produtiva (custo por fonte) para um estudo futuro de viabilidade econômica, bem como a tendência de disponibilidade futura. 


Os objetivos específicos do atlas: 


Identificar e quantificar os resíduos gerados pelo setor florestal, madeira, agricultura, agroindustrial e sucroenergético.
Quantificar o potencial total de geração de energia a partir dos resíduos gerados (biomassa)


Identificar os impactos ambientais potenciais dos resíduos gerados, mostrando os principais problemas atuais e futuros.
Analisar o cenário brasileiro e regional em relação à geração de resíduos e ao seu potencial energético. 


Nosso trabalho técnico é estruturado em torno de estratégias desenvolvidas de mapeamento de biomassa para o carbono zero e que visem:


Reduzir a demanda por produtos intensivos em carbono por meio da economia circular, inclusive por meio da simbiose industrial com o uso da bioeletricidade pela uso/consumo da biomassa.


Utilizar uma fonte energética (comprovadamente zero carbono) como a biomassa in natura (mas com origem descrita em certificação e manejo florestal ou reflorestamento) de origem florestal e da madeira.


Um desenvolvimento integrado de uma fonte energética limpa e renovável em favor do meio-ambiente com sustentabilidade visando as reduções de emissões do GEE. 


O aproveitamento da biomassa florestal, madeira, agricultura, agroindustrial e sucroenergético pode ser parte integrante do processo de gestão sustentável e da cadeia de responsabilidade sócio-ambiental das empresas. 


As populações locais deverão ser sensibilizadas acerca das vantagens de utilização da biomassa, e das repercussões positivas em termos econômico, social e ambiental.


Utilizamos os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, do Governo Federal - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada,  do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MP, com as publicações Produção Agrícola Municipal - Cereais, Leguminosas e Oleaginosas; Produção Agrícola Municipal - Culturas Temporárias e Permanentes; Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura, e a Companhia Nacional de Abastecimento – CONAB, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. Fonte de Pesquisa e Desenvolvimento. Dados do Ministério do Meio Ambiente. Consultas de ordem técnico do Serviço Florestal Brasileiro. Imazon. Sebrae. Cenbio. Embrapa. Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas e ABIB Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável.


Mais detalhes sobre o Atlas pelo e-mail diretoriabrasilbiomassa@gmail.com ou pelo Whatsapp empresarial (41) 998173023. 
Para ter dados básicos das projeções de produção e dos quantitativos de biomassa em nosso site https://www.abibbrasil.com.br 
Celso Oliveira 
Presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Biomassa e Energia Renovável
Diretor da Brasil Biomassa Consultoria Engenharia Industrial  Tecnologia
Av. Candido Hartmann, 570  24 andar Conj. 243  Champagnat Curitiba Paraná 
Whats (41) 998173023 ou (41) 996473481

 

 


 

bottom of page